Pesticidas podem influenciar aprendizado e memória das abelhas

Estudo mostra que produtos químicos comprometem busca de alimento pelos insetos

Estudo mostra que produtos químicos comprometem busca de alimento pelos insetos
Estudo mostra que produtos químicos comprometem busca de alimento pelos insetos
Foto: Reprodução/Pixabay

Um estudo publicado por pesquisadores da Royal Holloway University of London (Reino Unido) reuniu os resultados de uma década de pesquisa em agroquímicos para confirmar que os pesticidas usados na proteção de cultivos têm um impacto negativo significativo nas habilidades de aprendizagem e memória das abelhas. A pesquisa foi publicada na edição desta quarta-feira da revista "Journal of Applied Ecology".

Os autores do levantamento combinaram dados de um grande número de estudos em que as abelhas expostas a pesticidas tinham que aprender sobre aromas florais, que são comumente usados para medir a aprendizagem e a memória nas abelhas.

A pesquisa revela que, mesmo em dosagens muito baixas, os pesticidas têm efeitos negativos significativos sobre a aprendizagem e a memória das abelhas. As abelhas operárias expostas ao produto químico têm menor probabilidade de aprender e memorizar um aroma recompensador. As habilidades de aprendizado são um componente vital na busca por alimento nas abelhas, porque elas precisam lembrar que tipo de flores devem visitar, onde encontrá-las e como encontrar o caminho de volta à colmeia.

— Os formadores de políticas públicas precisam de informações detalhadas sobre o impacto dos inseticidas nos polinizadores, caso queiram desenvolver uma regulamentação apropriada para a saúde sustentável das abelhas — ressalta Harry Siviter, estudante de doutorado de Royal Holloway e coautor do estudo.