Torcida do Rio Branco protesta na FES e polícia usa spray de pimenta

Um grupo de cerca de 30 pessoas esteve na sede da Federação para tentar apresentar provas de irregularidades do Real Noroeste

Confusão envolveu torcedores do Rio Branco na frente da Federação de Futebol do Espírito Santo
Confusão envolveu torcedores do Rio Branco na frente da Federação de Futebol do Espírito Santo
Foto: Reprodução

A noite desta segunda-feira (15) foi de muita confusão na frente da Federação de Futebol do Espírito Santo (FES). Cerca de 30 torcedores do Rio Branco estiveram na frente da sede da FES, localizada no Centro de Vitória, para tentar apresentar provas de irregularidades na partida entre Real Noroeste e Rio Branco, no sábado, quando o Capa-Preta acabou derrotado por 2 a 0 e, consequentemente, eliminado nas semifinais do Capixabão.

> Em casa, Real Noroeste derrota o Rio Branco e está na grande final

A torcida do Rio Branco esteve na frente da Federação de Futebol do Espírito Santo
A torcida do Rio Branco esteve na frente da Federação de Futebol do Espírito Santo
Foto: Acervo pessoal

Uma das reclamações do Rio Branco é referente à ambulância no estádio José Olímpio da Rocha, em Águia Branca. Segundo o clube, o veículo não estava equipado com itens obrigatórios para a realização da partida. Os torcedores foram à Federação munidos de vídeos que, segundo eles, provavam o problema do clube mandante. A suposta ausência dos equipamentos, porém, não foi relatada na súmula pelo árbitro.

Assim que soube da presença da torcida, a Federação fechou as portas do prédio e acionou a Polícia Militar. Os membros da FES que deixavam o local eram escoltados pelos policiais. Em determinado momento, os ânimos ficaram mais exaltados e a Polícia teve que intervir usando spray de pimenta. Ninguém ficou ferido.

VEJA O VÍDEO:

> Árbitro de Real Noroeste x Rio Branco relata quebra-quebra na súmula

Pano para manga

O Rio Branco acionou o TJD com um pedido de impugnação da partida pedindo vitória por W.O. e também não descarta acionar a justiça comum. O clube afirma ter sido prejudicado pela arbitragem.