Capixaba Jeremias Reis é campeão do The Voice Kids 2019

É a primeira vez que um capixaba vence a disputa

Jeremias Reis é campeão
Jeremias Reis é campeão
Foto: Reprodução/TV Globo

O sonho do menino humilde, morador de um bairro de periferia no município da Serra, no Espírito Santo, se tornou realidade na tarde deste domingo (14). O capixaba Jeremias Reis, de 12 anos, é campeão do The Voice Kids 2019 com 58,19% dos votos do público. 

> Jeremias é convidado para participar da Faculdade de Música do ES

Primeiro do dia a se apresentar, o menino abriu a final do programa. Muito elogiado pelas técnicas Simone e Simaria, levantou o público. Em seguida, se apresentou com o cantor Vitor Kley. 

Após a segunda apresentação solo, Jeremias recebeu elogios da cantora Cláudia Leitte: "Esse menino é uma estrela. O menino pega na mão de Deus e vai", disse ao citar o talento dele.

TORCIDA

Enquanto isso, moradores da Serra, no Espírito Santo, se reuniam para acompanhar o programa no Parque da Cidade, em Laranjeiras. O grupo vibrava em cada apresentação do cantor. 

A TRAJETÓRIA DO JEREMIAS

No dia 06 de janeiro deste ano, a vida do menino Jeremias Reis, 12 anos, começou a mudar. Até então desconhecido, morando de favor após a casa ter alagado devido às chuvas de novembro passado, ele virou as quatro cadeiras dos jurados do The Voice Kids e ganhou a simpatia do país.

O menino, que não foi ao shopping tirar foto com Papai Noel no último Natal porque a mãe não teve condições de levar, viveu muitas experiências positivas em 2019. Foram muitas primeiras vezes.

Viajou de avião e ganhou festa de aniversário em cerimonial infantil. A TV antiga da família também foi substituída por uma nova. "Ela ligava e desligava. Aí ganhamos a TV e uma sala completa", diz a mãe do Jeremiais, Fabíola Rodrigues Pereira. 

Jeremias Reis, do The Voice Kids Brasil 2019, ganhou uma sala nova com direito a TV zerada para curtir a programação
Jeremias Reis, do The Voice Kids Brasil 2019, ganhou uma sala nova com direito a TV zerada para curtir a programação
Foto: Vitor Jubini

NOVIDADES

As mudanças não pararam por aí. Ganhou bolsas de estudos em um colégio particular, roupas novas, consultas com dentista e fonoaudióloga, e virou celebridade. Hoje não anda na rua sem que alguém peça para tirar uma foto. 

Ele ganhou coisas impossíveis de eu dar a ele, que estão sendo possíveis depois do programa
Fabíola Rodrigues, mãe

REDES SOCIAIS

O sucesso também é sentido na internet. O capixaba já tem mais de 60 mil seguidores no Instagram. Entre os finalistas do programa, é o que coleciona mais fãs na rede social. Raylla Araújo (Time Brown) tem cerca de 24 mil e Luiza Barbosa (Time Claudia) acumula pouco mais de 33 mil.

A torcida do garoto é grande. No último programa, além dos 20 pontos das técnicas Simone & Simaria, ele recebeu 75% dos votos do público. Ele também conta o apoio de artistas capixabas, como o cantor Alemão do Forró, o Renato Casanova (vocalista do Casaca) e Amaro Lima.

PASSARINHO EM CASA

Na primeira entrevista ao Gazeta Online após o capixaba entrar no programa, a mãe dele contou que brigava com o filho porque ele cantava demais. "Ele quer gritar de madrugada. Falo: 'Menino, isso não é hora de ficar gritando não. Pelo amor de Deus. Olha a hora' (risos)".

Nessa conversa, a mãe destacou a importância de olhar para talentos vindos de bairros de periferia, como o Jeremias. "Eles falaram bastante que viram o brilho de Deus nele. Uma luz diferente. Que ele venha fazer diferença, que eles não possam olhar para a classe social. Aqui dentro também tem muitos talentos que precisam ser desenterrados. Não só aqui, mas em outras periferias também".

CASA

Jeremiais, mesmo com todas as mudanças, continua sem casa própria. "Moramos em Jardim Tropical em uma casa emprestada, temos três meses para ficar até construir lá no Cantinho do Céu. É próximo. Depois da chuva, fui para uma casa na mesma rua. Deram os três meses e eu precisei sair de lá. Fico aqui ao mesmo tempo vigiando e morando", relata. 

PROJETO SOCIAL

Néia, Jeremias e Edilene em visita à Rede Gazeta
Néia, Jeremias e Edilene em visita à Rede Gazeta
Foto: Laila Magesk

De origem humilde, o menino teve a chance de estudar música em um projeto social, chamado Projeto Legal, que atua há quase 20 anos no bairro Central Carapina, na Serra. Desde os 6 anos de idade, o garoto frequenta o local.

E foi a coordenadora do projeto, Edilene Corrêa Battisti Santos, quem o inscreveu na atração. Já quem o acompanha nas viagens para o Rio de Janeiro, é a tia do menino na instituição, a Néia Lima.

EXPECTATIVA

Antes da final, a mãe contou que o filho estava muito feliz e com boas expectativas. "Está bem tranquilo, mas ele fica meio com receio se ele não ganhar e as pessoas esquecerem dele. Fico preocupada, tenho que trabalhar esse psicológico dele".

Antes de entrar no palco, ele fica bem nervoso. Depois que ele tá lá, relaxa e pronto. O Jeremias é uma criança simples. Ele é bem humilde mesmo
Mãe do Jeremias

"Falo com ele que a fama é passageira, peço para ele aproveitar bastante. A gente sendo humilde, a gente vai em qualquer lugar, falo sempre isso com ele", ensina a mãe.