Ataque taleban deixa pelo menos 14 mortos no Afeganistão

Militantes se infiltraram na cidade e esperaram a madrugada para atacar postos policiais e militares; alvo foi a cidade de Gázni, na região central do país

Afeganistão
Afeganistão
Foto: Reprodução/Pixabay

Forças armadas do Taleban atacaram e tentaram ocupar partes da cidade de Gázni, na região central do Afeganistão, nesta sexta-feira, 10. O ataque matou pelo menos 14 soldados afegãos e deixou outros 20 feridos, informam autoridades locais. Pontos policiais foram queimados e residências e centros comerciais foram cercados.

Segundo o chefe-geral da polícia de Gázni, Farid Ahmad Mashal, o Taleban se infiltrou em Gázni durante o dia com a intenção de controlar pontos estratégicos. O oficial disse que o ataque começou no início da madrugada e terminou por volta das 8h da manhã (horário local). A principal estrada de entrada na cidade foi fechada.

Gázni é considerada uma cidade estratégica pelo Taleban. Localizada no centro do país, a cidade é uma das principais rotas entre a capital, Kabul, e o sul do Afeganistão.

O governo afegão contou com o apoio militar das forças armadas americanas, que enviaram helicópteros e drones para combater os militantes. Pelo menos um bombardeio por drone foi conduzido pelo exército americano durante a madrugada. Tropas afegãs atuaram por solo, trocando tiros com os militantes. Após o grupo ser dissipado, os soldados realizaram vistorias nas casas atingidas.

De acordo com as autoridades, uma investigação será conduzida para saber como o grupo conseguiu passar despercebido pelas tropas durante o dia e se infiltrar na cidade.

Pelas ruas de Gázni, ainda era possível ver corpos de militantes do Taleban. Segundo a polícia local, as estimativas iniciais indicam que pelo menos 100 soldados do grupo foram mortos pelas forças afegãs, mas o balanço só será divulgado mais tarde.

Nesta sexta, o porta-voz do Taleban, Zabihullah Mujahid, assumiu a autoria do ataque e afirmou que várias partes da cidade foram tomadas pelo grupo - informação ainda não confirmada pelas autoridades locais.

Moradores de Gáznin relatam que, mesmo após o fim do ataque, continuam ouvindo disparos de tiros em áreas da cidade. Um residente afirmou que é provável que, apesar da debandada, alguns militantes do Taleban ainda possam estar escondidos na cidade, em locais onde possam atacar à distância.

Mais cedo, um ataque contra um posto policial na cidade de Harat matou seis pessoas, mas até o momento, o Taleban não assumiu autoria do crime.