Dupla é presa suspeita de fraude em venda de terreno em Linhares

Acusados anunciaram lote nas redes sociais. Vítima já estava e cartório com um dos homens quando equipe da Polícia Civil fez as prisões em flagrante

Delegado Romel Pio Junior, titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic)
Delegado Romel Pio Junior, titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic)
Foto: Rafael Silva

Dois suspeitos foram presos em flagrante nesta quarta-feira (09), em Linhares, região Norte do Estado, acusados de tentar vender um terreno no bairro Três Barras sem o conhecimento do proprietário. Cláudio Henrique Sousa Rabelo, de 36 anos, e Utiels Gomes Pereira, de 35 anos, estavam em um cartório do Centro quando foram detidos pela Polícia Civil.

De acordo com o titular da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Linhares, o delegado Romel Pio Júnior, a vítima viu a venda do terreno em uma rede social e entrou em contato com Cláudio. “Nós impedimos que a vítima caísse no golpe e realizasse a compra. Ela conheceu o suspeito através de um anúncio de rede social. Nesse post, o lote estava para venda”, explicou.

Ainda segundo o delegado, Utiels estava do lado de fora do cartório, aguardando o comparsa concluir a venda de um terreno que não pertencia a eles. “Durante a operação nós apreendemos documentos falsos, um cartão bancário, um talão de cheques, um computador e uma máquina de escrever, utilizados para a confecção de documentação falsa”, informou Romel.

Os dois acusados foram conduzidos para a 16ª Delegacia Regional de Linhares. Eles foram autuados por tentativa de estelionato e encaminhados para a Penitenciária Regional de Linhares (PRL).