Homem é preso suspeito de aplicar "golpe da locadora" no ES

Adelbrando Vieira Santos, de 39 anos, estava com um carro de locadora na hora do cumprimento do mandado de prisão

À esquerda, Ramon Colli Oliveira, de 33 anos, que está foragido da polícia; à direita, Adelbrando Vieira Santos, de 39 anos, preso nesta quinta-feira (10)
À esquerda, Ramon Colli Oliveira, de 33 anos, que está foragido da polícia; à direita, Adelbrando Vieira Santos, de 39 anos, preso nesta quinta-feira (10)
Foto: Divulgação | Polícia Civil

Um homem foi preso nesta quinta-feira (10) suspeito de integrar uma associação criminosa envolvida no "golpe da locadora". De acordo a Polícia Civil, esta operação é continuação da investigação que começou no final do ano passado.

O suspeito, identificado como Adelbrando Vieira Santos, de 39 anos, estava com um carro de locadora na hora do cumprimento do mandado de prisão, e por isso foi preso e o veículo apreendido. Junto a ele, foram encontrados diversos cartões de crédito e máquinas de cartão.

Outro integrante da associação criminosa é Ramon Colli Oliveira, de 33 anos, que também é procurado pela polícia. Além de praticar o golpe da locadora, ele também é suspeito e está foragido da polícia por envolvimento no caso do cantor sertanejo da dupla Jads&Jadson, vítima de golpe que perdeu R$ 300 mil em joias em Vitória.

"Ele e Ramon aliciavam pessoas e pagavam cerca de R$ 1 mil reais para que elas fossem até as locadoras do Aeroporto de Vitória, locassem um veículo e passassem para os criminosos que vendiam esses carros", explicou a delegada Rhaiana Bremenkamp, responsável pela Delegacia Especializada de Defraudações e Falsificações (Defa).

A delegada informou que algumas vítimas procuraram a polícia de forma espontânea informando que foram aliciadas, e outras acabaram sendo procuradas pelo órgão porque o nome delas constavam nos documentos das locadoras.

"Essas pessoas serão investigadas. Ramon está foragido e temos mandado de prisão para ser cumprido. Ele tem histórico criminal e estava sendo investigado desde novembro", concluiu.

Além de ser investigado pelo golpe da locadora, Ramon é suspeito de estelionato, tráfico, extorsão e já foi condenado por questões de roubo a banco.

VEJA FOTOS