Mistério em morte de empresário de São Gabriel da Palha

O corpo de Eloir Pinaffo foi encontrado às margens do Rio do Norte, entre Nova Venécia e Boa Esperança, na terça-feira (12), com um tiro na cabeça. Naquele dia, a vítima havia saído para fazer algumas cobranças de clientes

Eloir Pinaffo era empresário em São Gabriel da Palha
Eloir Pinaffo era empresário em São Gabriel da Palha
Foto: Arquivo pessoal

Um mistério ronda a morte de um empresário de São Gabriel da Palha, no Noroeste do Estado. O corpo de Eloir Pinaffo, de 46 anos, foi encontrado por um pescador às margens do Rio do Norte, entre Nova Venécia e Boa Esperança, na última terça-feira (12), com um tiro na cabeça. Seu carro estava estacionado próximo ao local. Até o momento, nenhum suspeito foi preso pelo crime.

De acordo com o vereador Adelino Pinaffo Júnior, irmão de Eloir, a vítima saiu naquele dia para fazer algumas cobranças de dívidas em outras cidades da região. O empresário era dono de uma oficina mecânica e uma retífica de motores em São Gabriel da Palha.

“Ele saiu de manhã para fazer uns acertos em outros municípios, como Montanha, Mucurici, Nova Venécia, e no decorrer do dia a gente ligava e ele não atendia o celular, o telefone ficou fora de área. Isso nos preocupou e fomos atrás dele durante a tarde. Até que a polícia nos avisou que um corpo foi encontrado dentro do rio e o carro do lado de fora, com as portas abertas. Fomos no local e confirmamos a identidade”, contou Júnior.

FAMÍLIA ACREDITA EM HOMICÍDIO

Júnior afirma que tudo indica que foi um homicídio e que o irmão não tinha inimigos. “Até onde a gente sabe, não houve ameaças para ele. Mas no Serviço Médico Legal (SML) de Linhares – para onde o corpo foi levado –, disseram preliminarmente que não era indício de suicídio porque o tiro foi do lado esquerdo da cabeça e não havia queimaduras de pólvora”, explicou.

Agora, a família quer Justiça e pede ajuda da população para desvendar o crime. “Queremos Justiça, que os fatos sejam apurados. Pedimos que, se alguém viu o que aconteceu ou sabe de alguma coisa, que ligue para o Disque-Denúncia da Polícia Civil”, ressaltou Júnior.

Eloir deixa esposa e duas filhas (de 9 e 12 anos). O empresário foi enterrado na quarta-feira (13), em São Gabriel da Palha.

POLÍCIA CIVIL

Em nota, a Polícia Civil informou que o caso é investigado pela Polícia Civil. “Até o momento, nenhum suspeito foi detido. Outras informações não serão passadas para não atrapalhar as investigações. A polícia conta com a colaboração da população e qualquer contribuição para identificação de suspeitos podem ser feitas por meio do Disque-Denúncia 181 ou pelo disquedenuncia181.es.gov.br”, diz a nota da PC.