"Usei a moto como proteção", diz PM baleado em Vila Velha

O sargento foi baleado após uma troca de tiros com bandidos, na tarde desta quinta-feira (14), em Itaparica, Vila Velha

O militar, ferido no braço, prestou depoimento na Delegacia Regional do município
O militar, ferido no braço, prestou depoimento na Delegacia Regional do município
Foto: Esthefany Mesquita

Após trocar tiros com dois assaltantes, na tarde desta quinta-feira (14), em Itaparica, Vila Velha, o sargento da Polícia Militar contou que usou a moto que pilotava para se proteger dos tiros. Na ocasião, a vítima foi ferida no braço direito e socorrida por policiais militares.

O sargento, que é reservista, contou que havia saído de Ponta da Fruta e seguia para Itaparica, onde queria ver um barco. O militar foi abordado quando passava por uma rua deserta de Itaparica, próximo a um shopping da região.

Os dois suspeitos, que estavam em um Gol, interceptaram o militar, que estava em uma moto. “Eu estava tranquilo no caminho. Eles estavam só esperando uma oportunidade para tentar me assaltar. Acredito que queria minha moto, ela é um modelo que chama atenção”, relatou o PM que, por segurança, preferiu não dar detalhes sobre as características da moto.

Quando perceberam que o sargento havia parado com a moto, os criminosos desceram do carro com as armas apontadas para a vítima. “Assim que parei, eles gritaram: ‘perdeu, perdeu’. O que eles não esperavam é que eu também estaria armado”.

O sargento informou que o tiro partiu de um dos suspeitos e, para se defender, revidou.

“Assim que vi a que os dois estavam armados, saquei minha arma. Neste momento, o bandido que dirigia o carro deu o primeiro tiro, que me feriu no braço. O carona do carro fugiu antes mesmo de atirar, o motorista fez mais uns cinco disparos. Eu revidei com quatro disparos”, relatou. Os suspeitos fugiram e deixaram o carro no local. O sargento pediu apoio da PM.

Viaturas da PM e um helicóptero fizeram buscas na região, mas os suspeitos não foram localizados.

Bandidos abandonaram o Gol após trocarem tiros com o sargento da PM, em Vila Velha
Bandidos abandonaram o Gol após trocarem tiros com o sargento da PM, em Vila Velha
Foto: Esthefany Mesquita

ENTREVISTA

Como tudo aconteceu?

Eu estava indo ver um barco, perto de um shopping em Itaparica, Vila Velha. Eu saí de Ponta da Fruta e segui em direção ao local. Quando fui cortar caminho, passei por uma rua deserta. E foi nesse momento que os dois bandidos anunciaram o assalto, dizendo ‘perdeu, perdeu’.

Quando o senhor se viu cercado pelos bandidos, qual foi sua reação?

Eu desci da minha moto e fiquei atrás dela. Eu fiz do veículo minha proteção enquanto trocava tiro com os bandidos.

O senhor já passou por uma situação como está?

Eu já fui assaltado antes, mas não cheguei ser baleado. Durante meu trabalho, sim, eu já fui baleado antes. Mas estou aqui, estou bem, desta vez foi de raspão.

Depois do susto que passou, o que espera?

Agora será feita uma investigação pela polícia. Será feito um levantamento para serem tomadas as atitudes de praxe e ver o que pode ser feito. Agora não sei informar se os criminosos já foram identificados.