Polícia prende acusado de ajudar espancar e executar feirante na Serra

Deilson Rocha Meira foi assassinado no meio da rua. A vítima foi retirada de dentro de casa à força, espancada com socos e até um capacete foi usado como arma

Lucas Silva Nogueira
Lucas Silva Nogueira
Foto: Divulgação | PC

Depois de quase dois meses se escondendo da polícia, o acusado de assassinato Lucas Silva Nogueira, 18 anos, foi surpreendido pela polícia quando tentava escapar pela janela de casa, em Jardim Carapina, na Serra, na manhã desta quinta-feira (18). Com o detido havia um revólver calibre 38, mesma arma de onde partiram os tiros que executaram um feirante.

Lucas e o comparsa João Marcos Santos Francisco, 21, assassinaram o feirante Deilson Rocha Meira, 23, no dia 03 de fevereiro, no meio da rua. A vítima foi retirada de dentro de casa à força, espancada com socos e até um capacete foi usado como arma para bater em Denilson, no meio da Avenida Castro Alves. Antes da dupla deixar o local, João Marcos pegou a arma de Lucas e atirou contra o feirante.

A vítima, Deilson, e o atirador, João Marcos, eram amigos de infância. O delegado Rodrigo Sandi Mori, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Serra, disse que o crime foi motivado por uma suposta relação extraconjugal entre a esposa de João Marcos e o feirante.

João Marcos foi preso pela DHPP Serra três dias após o crime e o confessou em depoimento à polícia. “Ele disse cometeu o assassinato com uma arma emprestada pelo comparsa e que a esposa teria dito que abusada pelo feirante, sendo este o motivo do crime na versão do acusado João Marcos”, descreveu o delegado.

Desde então, Lucas era considerado foragido pois contra ele havia um mandado de prisão em aberto pelo crime de homicídio qualificado.

Dentro da mochila, os policiais encontraram um revólver calibre 38, mesmo calibre da arma usada no assassinato de Deilson. O revólver foi encaminhado para exame de microcomparação balística. Já Lucas foi levado para o Centro de Detenção Provisória de Viana.