Professor de escolinha de futebol da Serra é preso acusado de estupro

O suspeito é acusado de estuprar dois adolescentes que eram alunos dele; segundo a polícia, o treinador oferecia privilégios em treinos e 'peneiras' para as vítimas

Fachada da DPCA, onde os crimes são investigados
Fachada da DPCA, onde os crimes são investigados
Foto: Divulgação

Um treinador de uma escolinha de futebol foi preso acusado de estuprar dois adolescentes, na Serra. Ele oferecia privilégios aos alunos nos treinos e "peneiras" em troca deles não contarem sobre os abusos.

De acordo com o delegado Diego Aleluia, titular da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente, os pais dos adolescentes de 12 e 13 anos procuraram a polícia no dia 18 de abril, depois que os meninos contaram o que estava acontecendo. "As vítimas estavam sofrendo bullying dos demais colegas da escolinha depois que descobriram os abusos. As mães também haviam notado a mudança de comportamento neles", observou o delegado.

 

O titular da DPCA não soube informar por quanto tempo ocorreram os abusos. As investigações apontam, porém, que os crimes ocorriam na casa do treinador.

Ele pedia para que qualquer documento de inscrição que tivessem que entregar fosse feito na casa dele. Lá, ele convidava para jogar videogame e passava o tempo com as vítimas. Ele se aproveitava dos sonhos de serem grandes jogadores dos meninos para se aproximar e abusar deles

O treinador foi preso na tarde de quarta-feira (16) mediante cumprimento de mandado de prisão pelo crime de estupro de vulnerável e encaminhado para o Centro de Detenção Provisória de Viana. Em depoimento, o suspeito negou os crimes. "Mesmo tendo dois relatos semelhantes, ele afirmou que não cometeu os crimes e que seja provado em juízo isso", relatou Diego Aleluia.

NAS SOMBRAS DO JOGO, A INOCÊNCIA PERDIDA NO FUTEBOL

O Gazeta Online contou por meio de uma reportagem especial o drama de crianças e adolescentes que são abusados sexualmente em escolinhas e categorias de base do futebol. Muitos, por medo ou vergonha, acabam não denunciando o casos. 

 

Veja na reportagem algumas histórias de vítimas e como elas deram a volta por cima, os sinais do abuso e dicas de prevenção e alertas para os pais de crianças que vão a escolinhas de futebol.