"Meu presente de aniversário", diz mãe de Ana Clara sobre condenação

Ana Katia Rodrigues Félix conversou com a reportagem do Gazeta Online sobre o que sentiu ao saber que Itamar foi condenado a 31 anos de prisão

Feliz e aliviada. Na véspera de fazer aniversário, a mãe da estudante Ana Clara Félix Cabral, 19 anos, comemora a condenação de 31 anos de prisão do ex-militar e na época namorado da jovem, Itamar Rocha Lourenço Junior, nesta quinta-feira (11). Apesar de saber que a filha não irá voltar, o sentimento de justiça traz alegria e consolo para a mãe.

>Caso Ana Clara: ex-militar Itamar alega que tiros foram acidentais

Na manhã desta sexta-feira (12), Ana Katia Rodrigues Félix conversou com a reportagem do Gazeta Online e contou que, indignada com a versão dele durante o julgamento, ela chegou a sair da sessão. Veja a entrevista.

O JULGAMENTO

Itamar foi julgado e condenado pelos crimes de homicídio duplamente qualificado por motivo fútil, com ocultação de cadáver e falsa comunicação de crime. Na época, ele informou a polícia que havia sido vítima de um assalto e a namorada foi sequestrada. O ex-militar nunca tinha falado sobre o crime.

O CRIME

Ana Clara foi morta com cinco tiros, dentro do carro de Itamar, no dia 5 de fevereiro de 2015. O ex-militar informou à polícia que o veículo havia sido roubado e namorada levada por um grupo de criminosos. Porém, para um amigo próximo, ele contou sobre o crime e disse onde havia jogado o corpo de Ana Clara. Ela foi encontrada morta em uma ribanceira, próximo a Rodovia do Contorno.