Homem achado morto em porta-malas estava desaparecido desde quarta-feira

Segundo a Polícia Civil, esta foi a data em que Marcus Vinícius Carvalho Baptista, se comunicou com familiares pela última vez.

O corpo de Marcus Vinícius foi encontrado na manhã deste sábado (17) dentro do porta-malas do próprio carro
O corpo de Marcus Vinícius foi encontrado na manhã deste sábado (17) dentro do porta-malas do próprio carro
Foto: Reprodução | Internet

Marcus Vinícius Carvalho Baptista, o homem de 40 anos encontrado morto na manhã deste sábado (17) dentro do porta-malas de seu carro em Ponta da Fruta, Vila Velha, estava desaparecido desde a tarde da última quarta-feira (14), quando se comunicou pela última vez com familiares.

De acordo com informações da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no dia do desaparecimento, Marcus Vinícius saiu com seu carro, um Hyundai HB20, para realizar algumas atividades. Ele levou um pedreiro a um apartamento da família, no bairro Interlagos, e também passou na casa dos pais.

Marcus havia combinado com a esposa de buscar o filho na escola, mas isso não aconteceu. Foi a partir daí que a família começou a ficar preocupada e acionou a Polícia Civil, além de emitir comunicados através das redes sociais.

Procurado pela reportagem do Gazeta Online, o presidente da Associação de Motoristas de Aplicativos do Espírito Santo, Luiz Fernando Müller, confirmou que Marcus Vinícius trabalhava esporadicamente como motorista de aplicativo, mas ele acredita que o homem não estava atuando nessa função no momento do crime, porque, segundo informações da família, Marcus ia buscar o filho na escola quando desapareceu.

Carro foi encontrado abandonado em rua da Ponta da Fruta, em Vila Velha
Carro foi encontrado abandonado em rua da Ponta da Fruta, em Vila Velha
Foto: Reprodução | Internauta

CORPO ENCONTRADO

O corpo de Marcus Vinícius foi encontrado após moradores da Rua Octomar Barcelos, em Ponta da Fruta, desconfiarem do tempo que o veículo estava parado e sentirem um odor vindo do local. De acordo com a polícia, o relato de testemunhas indica que o HB20 estava na rua desde a manhã da última quinta-feira (15).

Informações preliminares indicavam que a vítima trabalhava como motorista de aplicativo. No entanto, a polícia não confirma esta informação. Ele seria um representante comercial, mas no momento estava desempregado.

Familiares da vítima estiveram no Departamento Médico Legal (DML) para fazer o reconhecimento do corpo, mas não quiseram dar nenhuma declaração sobre o assunto. Todas as informações, portanto, foram repassadas pela Polícia Civil.

Dentro do veículo abandonado também foram encontradas roupas de Marcus Vinícius e sacolas de compras com alimentos. A princípio, a perícia constatou no corpo uma perfuração por arma de fogo na nuca da vítima. A motivação do crime ainda será investigada.